O Encontro Nacional de Tecnologia do Ambiente Construído (ENTAC) é uma realização bienal da Associação Nacional de Tecnologia do Ambiente Construído (ANTAC) tendo como objetivo disseminar e discutir a produção científica, bem como debater políticas e problemas relacionados ao Ambiente Construído. Atualmente é considerado o mais importante evento técnico-científico brasileiro na área da Tecnologia do Ambiente Construído, com a participação da comunidade acadêmica e de representantes de instituições e empresas públicas e privadas.

O evento é destinado ao setor da construção civil com um público alvo diversificado, como exemplo:  docentes, pesquisadores, alunos de pós-graduação e graduação, construtores, projetistas, técnicos de órgãos públicos, incorporadores e consultores. A diversidade do publico alvo permite uma integração entre mercado e academia promovendo a disseminação e discussão dos problemas contemporâneos da sociedade brasileira.

O tema central do XVIII ENTAC 2020 é o Futuro da Tecnologia do Ambiente Construído e os Desafios Globais. O ENTAC está sendo programado de forma a debater esse tema, com a participação do meio acadêmico, representantes de órgão públicos e de empresas do setor a fim compreender o Futuro da Tecnologia do Ambiente Construído alinhado aos Desafios Globais da Organização das Nações Unidas (ONU).

O Futuro da tecnologia é um motivador para a inovação no Ambiente Construído. Alguns estudos nacionais e internacionais apontam para novas tecnologias que podem modificar significativamente como vivemos e, por consequência, o Ambiente Construído, (PERSON, 2019; CBIC, 2016; CBIC, 2018). 

Dentre as novas tecnologias mencionadas nesses estudos destacam-se:

Drones

O uso desse equipamento estará a serviço da presteza e precisão de da produtividade dos serviços.

Inteligência Artificial

Máquinas tomando decisões para aumento da produtividade e no auxílio da tomada de decisão para os ambientes construídos.

Habilidades humanas

Por meio de próteses inteligentes os humanos podem trocar os hábitos de vida e com a introdução de automação os humanos vão desenvolver mais a inteligência emocional.

Realidade Virtual

Forma de aprender será modificada pela realidade virtual, onde o ambiente de aprendizagem terá integração direta com o aprendiz.

Transporte Autônomo

Os carros autônomos mudarão a experiência da construção civil com transportes públicos e privados, pois as pessoas deverão se acostumar mais ao transporte como uma utilidade do que uma propriedade.

Impressão 3D

Imprimir em 3D edificações, incluindo as instalações prediais, com tecnologia de robótica irá reduzir significativamente os custos e prazos.

Espaços Coletivos

Construções integradas com a natureza, sustentável com uma diversidade de habitats.

Modularidade

O desenvolvimento de produtos e processos modulares deve se ampliar no mercado, permitindo a redução de resíduos no processo de construção, redução no tempo de projeto e execução e aumento na flexibilidade de projeto.

Edificações e Cidades inteligentes

Integração de tecnologia de informação e comunicação e vários dispositivos físicos conectados entre si em rede e com internet.

Novos Materiais

Biomimética e nanotecnologia serão protagonistas no surgimento de materiais inovadores, com capacidades regenerativas, atuo-reconfiguráveis e na produção de energia.

Novos Materiais

Biomimética e nanotecnologia serão protagonistas no surgimento de materiais inovadores, com capacidades regenerativas, atuo-reconfiguráveis e na produção de energia.

Instalações e Equipamentos

Transformações radicais devem ocorrer nas instalações e equipamentos utilizados nas construções, como, por exemplo, instalações elétricas sem fio.

Energia Solar Ubíqua

Edificações mais sustentáveis e com geração de energia para mantê-las, ou seja, construções autossustentáveis em energia.

Gestão Integrada

com o uso de tecnologias é possível integrar diversas áreas de uma mesma organização ou diversos membros da cadeia de suprimentos, tendo como resultados, por exemplo: aumento da eficácia da comunicação, troca de informação em tempo real, e redução de erros em estimativas de custo e planos de produção.

As novas tecnologias que despontam como motivacional para inovação no Ambiente Construído ganham um impulso a mais quando alinhadas com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) das Organização das Nações Unidas (ONU), adotadas em 2015. Os ODS tem como meta sua implementação até 2030 a fim de melhorar a sustentabilidade mundial, dentre os 17 objetivos podem ser citados aqueles que interagem com o Ambiente Construído, conforme Figura 2.1.

Figura 2.1 – ODS/ONU que interagem com o Ambiente Construído

  1. ODS 3 – Assegurar uma vida saudável e promover o bem-estar para todos, em todas as idades.
  2. ODS 5 – Alcançar a igualdade de gênero e empoderar todas as mulheres e meninas.
  3. ODS 6 – Assegurar a disponibilidade e gestão sustentável da água e saneamento para todos.
  4. ODS 7 – Assegurar o acesso confiável, sustentável, moderno e a preço acessível à energia para todos.
  5. ODS 9 – Construir infraestruturas resilientes, promover a industrialização inclusiva e sustentável e fomentar a inovação.
  6. ODS 11 – Tornar as cidades e os assentamentos humanos inclusivos, seguros, resilientes e sustentáveis.
  7. ODS 12 – Assegurar padrões de produção e de consumo sustentáveis.
  8. ODS 13 – Tomar medidas urgentes para combater a mudança climática e seus impactos.
  9. ODS 14 – Conservação e uso sustentável dos oceanos, dos mares e dos recursos marinhos para o desenvolvimento sustentável.
  10. ODS 15 – Proteger, recuperar e promover o uso sustentável dos ecossistemas terrestres, gerir de forma sustentável as florestas, combater a desertificação, deter e reverter a degradação da terra e deter a perda de biodiversidade.
  11. ODS 17 – Fortalecer os meios de implementação e revitalizar a parceria global para o desenvolvimento sustentável.

A integração entre as novas tecnologias e os desafios globais formam uma provocação interessante e motivadora ao meio acadêmico e empresarial, principalmente diante dos condicionantes socioeconômico, político-econômico e estruturais da academia e do setor da construção. Diante desse contexto, o XVIII ENTAC 2020 tem como objetivo promover um encontro de integração, inovação, criatividade e ciência propiciando o debate, por meio da apresentação das experiências dos pesquisadores e profissionais, bem como com a proposta do desafio: “Como tornar o Ambiente Construído inteligente?”, vislumbrando contribuir para a inovação na área de tecnológica do Ambiente Construído. A Figura 2.2 apresenta todos os assuntos envolvidos no XVIII ENTAC 2020.

Figura 2.2 – Assuntos envolvidos no XVIII ENTAC 2020.

Localização do Evento

Data: 4,5 e 6 de novembro de 2020
Horário: 08:15 AM – 07:10 PM
Endereço: Centro Cultural UFRGS – R. Eng. Luiz Englert, 333 – Farroupilha, Porto Alegre – RS, 90040-040
Público-Alvo: pesquisadores, estudantes de cursos de pós-graduação e de graduação, profissionais em geral atuantes em incorporadoras, construtoras, órgãos públicos promotores de obras, órgãos formuladores e executores de políticas setoriais, entidades ligadas a desenvolvimento tecnológico e social, e entidades de classe, fabricantes de materiais, componentes, elementos e sistemas construtivos.

Entidades Realizadoras:

Organização:
Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)
Promoção:
Associação Nacional de Tecnologia do Ambiente Construído (ANTAC)

Submissão de Artigos

Submeta o seu artigo para avaliação inicial de nossa comissão técnica através do link abaixo.

Siga-nos nas Redes Sociais

Ⓒ 2020 Todos direitos reservados à ANTAC - Associação Nacional de Tecnologia no Ambiente Construído.